Barbearias: As novas tendências no mercado de beleza

O segmento de beleza, saúde e bem-estar teve um crescimento de 10% na última década, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), o faturamento chegou a atingir R$100 bilhões. E segundo a Euromonitor Internacional, este segmento, dobrou sua produção nos últimos 5 anos e, movimentou aproximadamente R$19,6 bilhões em 2016.  

Um dos grandes motivos para esse crescimento foi o surgimento de várias barbearias. O segmento de beleza masculina dobrou e deve continuar crescendo 7,1% ao ano até 2019, quando deve se tornar o maior mercado do mundo na categoria. 

Mas não estamos falando de qualquer barbearia, são barbearias modernas, geralmente com estilo retrô, que oferecem serviços que vão além do simples corte de cabelo e barba.  A maioria dos estabelecimentos busca oferecer uma experiencia mais masculina e divertida de cortar o cabelo e cuidar da beleza. 

O segmento de barbearias está a pleno vapor com o surgimento do homem moderno, sofisticado e que se preocupa com a aparência. Existem barbearias para todos os públicos, de alto, médio e pequeno padrão e a tendência é que  mercado cresça cada vez mais no Brasil. 

A maioria dos estabelecimentos desse setor investem em um serviço de qualidade, com técnicas modernas, profissionais experientes, produtos de qualidade, além de um ambiente sofisticado, proporcionando um momento de puro relaxamento e prazer. Busca oferecer uma experiência de entretenimento e cuidado com a beleza em um ambiente descontraído, com videogames, cervejas e uma decoração rústica. O objetivo é elevar a autoestima do homem contemporâneo e transformar a experiência de fazer a barba e cortar o cabelo. É o lugar perfeito para quem busca estilo e um visual mais moderno. 

No Brasil, a venda de cosméticos para o público masculino aumentou bastante nos últimos anos. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), atualmente, os produtos masculinos representam mais de 10% do consumo total no Brasil, totalizando 43 bilhões. Além disso, foi feito um levantamento que revelou que 83% dos homens acham que, nos dias atuais, a preocupação com a aparência não é algo exclusivo do sexo feminino, e 53% diz frequentar barbearias e se preocupam com muito mais do que apenas um corte de cabelo. 

Pesquisas afirmam que o consumidor masculino se torna fiel ao estabelecimento ou marca quando fica satisfeito com o serviço / produto oferecidos, e investe um share of wallet ainda maior quando entende que o resultado supera os obtidos em outros estabelecimentos. Ou seja, investir nesse setor é sinônimo de lucro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *